sexta-feira, 18 de abril de 2008

Transição

A mente é igual um pára-quedas, só funciona quando esta aberta. Em todo caso, a mudança nos leva a ir de um lugar calmo, úmido, escuro, pequeno, para algo aberto, arejado, que nos de liberdade de expressão e autonomia para ir e vir, você não tem tempo de falar do próximo ou desejar mal a ele, por que segundo o sistema você fazendo mal ao próximo estará fazendo mal a si mesmo, pois você depende do próximo para fazer a sua parte e passar esta para uma terceira pessoa e assim por diante.
O que você deixou pra traz é um passado que agora é mínimo comparado ao seu presente, algo que vai deixar saudades e lembranças, mas que nunca ira voltar, alem de se conformar com isso, todos preferimos assim.
A evolução é natural, algo divino, imprescindível e irremediável, mas isso para os que se mudam, não existe evolução para aqueles cravados no lugar a todo custo, pensando que aquele metro quadrado no qual se encontra é o mundo a sua volta, a evolução esta na mudança, e no erro, não é certo que qualquer mudança trará mil maravilhas, o erro é o caminho para o acerto, e assim nos todos evoluímos, até um dia chegarmos a um ponto em que ninguém mais pode nos reprovar
.

Um comentário:

Magna Ivo Minikowski disse...

Hum, mudanças, não é mesmo?

Espero que os Sete se reúnam por finalmente, em julho!
É uma grande mudança!

Como já dizia o Oráculo: Toda mudança é arriscada.

O conformismo, acabou por encerrar o mundo, hoje, evoluímos o que já temos, nada mais.
Triste fim.